Lupus Eritematoso Sistêmico
5 maio, 2015
criacao-de-espermatozoides-in-vitro
Criação de espermatozoides in vitro
18 maio, 2015

Coleta alternativa de espermatozoides para técnica de Reprodução Assistida

coleta-espermatozoides-reproducao-assistida

Quando não há possibilidade de conseguir espermatozoides através da ejaculação, podem-se realizar em alguns casos, procedimentos invasivos que retiram os espermatozoides do epidídimo ou do testículo para serem utilizados em técnicas de Reprodução Assistida. Esses espermatozoides serão utilizados na fertilização do óvulo ou poderão ser criopreservados para uso futuro.

PESA: É realizada uma punção com agulha fina no epidídimo, de onde é retirada uma pequena amostra de líquido  seminal e os espermatozoides viáveis são recuperados. Esta é a técnica mais comumente utilizada em homens que fizeram vasectomia.

MESA: A retirada dos espermatozoides é realizada do epidídimo com auxílio de microscópio cirúrgico. O epidídimo é aberto e o fluido seminal é aspirado. Geralmente realizamos em casos de agenesia dos duetos deferentes.

TESA: Nessa técnica, os espermatozoides são retirados por uma minúscula biópsia de tecido testicular através de uma agulha fina.

MICROTESE: Microcirurgia que possibilita a retirada dos espermatozoides diretamente dos ductos seminíferos, onde eles estão em maior concentração. Esta técnica é utilizada em homens que não eliminam espermatozoides pela ejaculação, mas fabricam em pequena quantidade. A vantagem quando comparada com outras técnicas é o fato de o urologista ir diretamente ao local onde existem túbulos dilatados e provavelmente  espermatozoides, com uma única incisão no testículo, utilizando um microscópio cirúrgico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>